quarta-feira, 31 de julho de 2013

"DOUTORES DA ALEGRIA"

PARA SE OPOR AO PROGRAMA 'MAIS MÉDICOS'
NÃO É NECESSÁRIO TENTAR BOICOTÁ-LO:
BASTA NÃO PARTICIPAR.




4 comentários:

  1. Assim como aconteceu com o bacharel em direito, o "doutor advogado", na década de 80, o profissional da medicina reluta em descer do status de autoridade e cair na real.
    A massificação do consumo e o acesso dos antes excluídos aos serviços médicos tornou o exercício da medicina uma prática acessível e passível de crítica até nos botecos - como a atividade jurídica.
    Faz parte de dessacralização do conhecimento. O próximo alvo, creio, é o engenheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal, Marco. Teus comentários são sempre bem vindos e muito pertinentes!

      Excluir
  2. Cara, sou funcionário público estadual, estou com uma depressão terrível, fui ontem, com minha esposa homologar um atestado médico, pela Junta Médica do Estado, chegamos lá de 11h:45min, e saímos às 16h:30min, quase 5 horas de espera. Motivo: falta de médicos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois eles dizem que não faltam médicos ... (além de médicos também faltarem ao trabalho, claro).
      Abraço!

      Excluir

PENSANDO O BRASIL DEMOCRÁTICO - MESA DE DEBATES

Divulguem e compareçam! Vai ser legal!!!