sexta-feira, 25 de setembro de 2015

O GRAMADO INGLÊS

O GRAMADO INGLÊS

Meu irmão contava uma estória sobre gramados cuja ideia central é válida hoje e, acredito eu, sempre. Um americano perguntou a um inglês o que era necessário fazer para ter um gramado tão belo, verde e viçoso como os encontrados em vários locais da Inglaterra. O inglês parou, coçou a cabeça, pensou um pouco, e começou a dar uma série de dicas sobre botânica, jardinagem, rega – tudo bastante técnico e preciso como costumam ser os ingleses. O americano pôs mãos à obra e fez tudo o que o amigo havia dito, mas ao fim de um ano de trabalho árduo e muitos cuidados não havia conseguido um gramado à altura dos que vira na Inglaterra e em revistas e filmes sobre aquele país. Assim que teve oportunidade, entrou em contato com o amigo e contou que fizera tudo o que fora sugerido por ele, sem porém obter sucesso. Perguntou, então, o que faltaria fazer para que seu gramado ficasse igualzinho aos ingleses. O inglês respondeu: esperar. Mas esperar quanto tempo – disse o americano – e o inglês respondeu calmamente: séculos!

Isso ilustra a ideia de que cada coisa ou processo vivo tem seu tempo de maturação, a vida e a natureza não dão saltos e o único a fazer, às vezes, é perseverar e esperar. Perseverar significa persistir, insistir, acreditar e seguir em frente em alguma decisão ou atitude. Esperar ... bom, nem todos sabem fazer isso, embora a maioria saiba o que significa. Quando alguém cobrar que o país melhore a olhos vistos e em ritmo célere, lembre-se dessa estória. Mudanças sociais e culturais, principalmente, costumam levar tempo! 

Flávio B.Prieto



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ROMBO OU ROUBO?

- PODERÍAMOS SUBSTITUIR O TEMER POR UM JILÓ!