quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

HOMENAGEM A MANDELA (REPUBLICADO)

Um grande líder está enfermo. Nelson Rolihlahla Mandela, valente guerreiro xhosa, líder de seu povo na luta pelo fim do apartheid e por uma África do Sul mais justa e inclusiva, luta agora contra um inimigo imponderável. Ele, que enfrentou 27 anos seguidos de cárcere, para depois ser eleito o primeiro presidente negro de seu país - cuja maioria da população, como ele, é negra - agora enfrenta a batalha na qual sempre se acaba sucumbindo ao final: a da existência. Não importa, pois em seus 95 anos, até aqui, de vida proveitosa, cultivou utopias e ajudou a promover grandes mudanças para seu povo e para o mundo. Nascido no país dos diamantes, foi treinado para ser um chefe tribal, mas rejeitou essa vida mais fácil e tranquila para estudar e trabalhar como advogado, passando a defender as minorias. Logo foi chamado por Walter Sisulu para fazer parte do Congresso Nacional Africano (CNA), formando ali, junto com outros líderes como Oliver Tambo, uma liga juvenil, a ANCYL. Preso várias vezes por sua militância política, Mandela acaba tendo a função de organizar e dirigir o braço armado do CNA, devido à radicalização do regime, o que lhe valeria 27 anos consecutivos de cárcere a partir de 1964 até 1990. Mesmo dentro da prisão, consegue tornar-se um importante interlocutor político com o governo no processo de desmonte do apartheid que havia se iniciado na década de 40. Sai da prisão em 1990 fortalecido e reconhecido como um grande líder. Apesar da tentativa do Inkatha, de Buthelezi,





de boicotar o processo de transição e incendiar o país, Mandela é eleito em 1994 e governa o país até 1999, elegendo seu sucessor e promulgando uma nova constituição. Seu maior mérito foi provar que era possível um país onde todos convivessem sem relação de subordinação legitimada e sem apartheid. A despeito da persistência das diferenças sociais imensas e de certa manutenção de racismos de lado a lado, Mandela foi um grande líder e um marco para todas as futuras gerações. Viva Mandela! Saúde, Madiba!
 
REST IN PEACE, MANDELA!
1918-2013
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FUERZA, AMIGOS!

NUESTRAS ORACIONES SE VUELVEN A USTEDES