segunda-feira, 2 de março de 2015

SE PRESERVAR NÃO VAI FALTAR

Quem gosta da natureza deve ajudar a preservá-la. Cidades que crescem em torno de alguma beleza natural deveriam estimular ao máximo a que se desfrute dessas belezas com parcimônia e respeito. Vejo belas praias e cachoeiras tornarem-se inadequadas ao uso humano e de seus habitantes naturais pelo excesso de exploração, comercial ou não, ou por utilização indevida. A associação do uso desses recursos com outros tipos de atividades antagônicas também pode ameaçar sua integridade. Alguns dos inimigos de rios e praias: esgoto, lixo, produtos químicos, aterros, excesso de gente, desmatamento irracional, barreiras artificiais...

Como ocorre com tudo o que há, tem que ser usado com sabedoria e respeito e com o pensamento de que coisas que levam milhares ou milhões de anos para ser criadas devem ser 'consumidas', se desejar-se usar esse conceito, em pelo menos outros tantos milhares ou milhões de anos - ou deixar que as mesmas forças naturais que criaram algo decidam soberanamente o quanto devem durar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário