sexta-feira, 23 de agosto de 2013

MUDANÇA NEM SEMPRE SIGNIFICA MELHORA ...

NEM TODA MUDANÇA É PARA MELHOR ...

2 comentários:

  1. Nessa linha de raciocínio, recentemente fui interpelado a falar sobre gestão da inovação e mudança. Me incomoda demais pensar em inovação e mudança assumindo o papel que foi da procura pela estabilidade. Lógico que melhorar as coisas todos nós queremos, mas simplesmente alterar cai na frenética busca da modernidade por novos objetos de consumo - e cada vez mais, além de objetos, se cambiam ideias e, pior, pessoas.
    Conclui meus apontamentos como uma frase atribuída a Schopenhauer: "A tarefa não é tanto ver o que ninguém viu ainda, mas pensar o que ninguém pensou sobre algo que todos vêem”.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal, Marco. A 'sociedade do novo' também faz isso conosco via mercado, tentando nos impor supostas novidades. O Cazuza tem um verso bem interessante: 'Eu vejo o futuro repetir o passado, eu vejo um museu de grandes novidades' ("O tempo não pára"). Pensou algo concreto sobre o Sala-Pig ... ou o Anti-Fério? (kkk o nome não vai ser esse, claro)

      Excluir