segunda-feira, 20 de março de 2017

A CARNE É FRACA!

A operação policial conhecida como 'Carne Fraca', a mando do Judiciário Federal do Paraná (14ª Vara Federal de Curitiba), parece ter como foco real os partidos PMDB, PP e PDT - que aparecem como supostos beneficiários de doações de frigoríficos em troca de afrouxar a fiscalização sanitária sobre empresas produtoras para o mercado interno e externo de cortes de aves, carne bovina e embutidos.Trata-se de várias empresas do ramo, espalhadas por vários estados da federação, envolvendo as maiores produtoras de carnes do país, numa operação que teria se iniciado há dois anos. Os partidos envolvidos exercem, em alguns estados, a chefia dos órgãos de controle fito-sanitário - e a presidência do Ministério da Agricultura, que no Brasil também cuida da pecuária, está há décadas nas mãos dos dois primeiros (PMDB e PP). 

O vazamento seletivo de parte do conteúdo das denúncias - já que, segundo a própria Polícia Federal, há ainda muita coisa sob sigilo - indica que se trata de coagir esses partidos, donos de grandes bancadas, a votar a favor das reformas impopulares apresentadas pelo governo Temer como a 'solução para voltarmos a crescer'. São elas a reforma da previdência, aumentando em até 12 anos a idade mínima para aposentadoria, igualando tempo mínimo de contribuição para mulheres e homens, acabando com aposentadorias especiais, reduzindo benefícios, piorando o cálculo do benefício devido e esticando o período de contribuição até 49 anos ininterruptos - e a reforma trabalhista, que pretende retirar inúmeros direitos consolidados ao longo de décadas, desde a promulgação da CLT no governo Vargas (Decreto-Lei 5.452/1943).

De quebra, poderão levar à bancarrota pequenos e médios frigoríficos e criadores e prejudicar o setor exportador de carnes, que representa um percentual alto das exportações brasileiras. Se outro objetivo é forçar a queda da inflação via queda do preço da carne no mercado brasileiro, por mecanismos extra-mercado, não se sabe, mas se de fato ocorrer, será com perdas econômicas consideráveis. Parabéns aos envolvidos! 

Caro autem infirma!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ROMBO OU ROUBO?

- PODERÍAMOS SUBSTITUIR O TEMER POR UM JILÓ!